terça-feira, 2 de março de 2010

Coluna Sexo Oral, por T. Flux

Warning: +18

A Coluna semanal escrita pela nossa bela T. Flux trás um tema que, longe de contradizer o título da coluna, trata de um tabu que existe em muitos casais.
Sexo Oral hoje é...

Sexo Anal

 
Eu já estava querendo escrever esse texto há bastante tempo, mas acho extremamente desagradável ler sobre um assunto que o autor não conhece, não compreende, nunca partilhou (o que aconteceria caso eu tivesse escrito isso antes). Ainda mais esta sendo uma experiência única, intimista e diferente para cada um. Do sabe do que eu estou falando?? De sexo anal. É, sexo anal, pela portinha de trás, no rabixó e tantos outros nomes que as pessoas dão por medo, receio, vergonha ou seja lá porque.

Não queria escrever um texto típico que se lê em todos os sites que tocam no assunto. Então, antes de dizer qualquer coisa quanto ao ato em si, digo apenas uma coisa às mulheres que estão lendo isso: façam sexo anal, dêem seus rabinhos lindos, conheçam seus corpos e sejam felizes.
Pronto, agora podemos ir a parte interessantemente didática do post.

Primeiro eu queria dizer que odeio a forma com a qual as pessoas se referem ao sexo anal. Já começam errado chamando o sexo vaginal de normal, caracterizando o sexo anal ou oral como ‘a’normal. Outra coisa que muito me irrita é o fato de muitos ainda terem preconceitos contra as mulheres que praticam e sentem prazer com este tipo de sexo. Para que isso quando se sabe claramente que a região anal é passível de proporcionar prazer quando estimulada? Tanto nas mulheres quanto nos homens (você, seu machistazinho que está olhando para a tela do computador como se eu tivesse falado coisa de outro mundo, consegue muito bem entender que a-n-a-t-o-m-i-c-a-m-e-n-t-e a região anal feminina e masculina são iguais. Logo, se elas sentem prazer, vocês também sentem).

Foi-se o tempo onde mulher era proibida de sentir prazer durante o sexo e era apenas um objeto para o macho na cama. A mulher de hoje explora seu corpo, exige suas que vontades sejam atendidas e reclamam quando se sentem insatisfeitas – ou pelo menos deveriam. O sexo anal vem apenas para acrescentar, para os dois lados da moeda, mais uma região de prazer sexual. Vai tudo da cabeça de cada um, da vontade de cada um.

Porém, antes de evoluir para a penetração anal em si é importante que elas (e eles ajudem) entendam algumas coisas. Antes de qualquer coisa elas precisam ter na mente que estão fazendo isso porque querem e não para agradar quem quer que seja. Além disso, precisa (necessariamente) ser com alguém de confiança. Não precisa amar, estar apaixonada ou ser com namorado – no meu caso foi com um amigo- mas precisa haver confiança, cumplicidade, entrega e respeito. Ele precisa saber parar quando você não se sentir confortável e você precisa confiar que ele vai parar independente de qualquer coisa. A mulher também precisa estar relaxada, consciente, e desejosa de que o ato aconteça sem medo. O medo faz com que você contraia a musculatura corporal, inclusiva a anal, aumentando as chances de que doa.

Então, meus caros, pode-se ter uma relação anal sem dor ou desespero e cheia de prazer, tal como foi a minha. Cada um precisa ter consciência de seu papel ali e tentar dar o melhor de si, conhecendo os limites do outro.


Perguntas:
1 - Mas será que vai doer? Olha, a minha não doeu, nem um pouquinho. Pode ser que doa se você não estiver relaxada, lubrificada ou se tiver com algum machucadinho na região. 

2 - Será que eu vou sentir prazer? Isso só se a sua mente permitir. Não adianta ir com meod ou desesperada pra sentir alguma coisa. Precisa mesmo estar livre de qualquer pensamento, encarar como uma coisa normal.

3 -  Posso fazer sexo anal e depois vaginal, ou vice-versa? Pode, sem problema nenhum, desde que você troque a camisinha.

4 - Pode-se engravidar pelo sexo anal? Não, desde que o seu utero não fique no interior de seu intestino, mas pode-se contrair doenças, então, use SEMPRE camisinha.


Não importa se você ama muito o seu parceiro ou não, mas você não estiver fazendo isso por vontade própria, não vai ser bom. Concentre-se, peça ajuda dele (a) estimulando a região, relaxando, introduzindo um dedo, quem sabe depois outro, até que você se sinta confortável o suficiente com a penetração peniana. Indico até, para quem curte, comprar um consolo e não um vibrador ou um estimulador daqueles pequeninos para ir se acostumando aos poucos.

Tirem qualquer preconceito da cabeça e deixem o prazer tomar conta de seus corpos. Lembrem-se de usar camisinha e também que dentro de quatro paredes vale tudo, tudo até que você se sinta desconfortável.

Beijoselambiidas, Flux*

(Desculpem pelo texto enooorme consecutivo, mas é que em se tratabdo desse assunto, não dava pra ser de outra forma)

Por T. Flux do Secret Reveries

Aproveito para indicar o texto "Papo da Sexy - Na boca?" da srta Sexy no mesmo Secret Reveries - um texto que caberia bem nesta coluna ;)

Se o Luan conhecesse o blog dessas meninas ia saber o que é bom ;)
Queira ler também, as dicas de higiene anal do doutor Jajah.
Uma delícia!
Té mais gente o/

Foto 1: Lista10.org
Foto 2: Secret Reveries
Foto 3: Ela tá de Xico
Foto 4: Testosterona
Tags: Sexo Anal dói?, Blog sobre sexo,
Sexo Anal sem dor, Opinião das meninas.

Comentários
2 Comentários

2 Comentários. O que VOCÊ acha?:

  1. "você, seu machistazinho que está olhando para a tela do computador como se eu tivesse falado coisa de outro mundo"
    Acho que ninguém nunca definiu tão bem o perfil dos visitantes deste blog HUAUHAUHUAHUHAUHA (O Juan que o diga...)

    ResponderExcluir
  2. Adorei o texto (e as fotos também hihihi)

    ResponderExcluir

Incluir links nos comentários

Fãs